segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Review - Matsuri Hino (Parte I)

Uhuhuhuhuuhuhu... então cá estou eu de novo, sem nenhum atraso (que isso? Eu? Imagine...) ou complicação! E hoje vou falar de mangás!



Pois sim, não mais reviews de seriados ou filmes, mas um apanhado geral sobre as obras da mestra suprema Matsuri Hino! Bom, sei que existem outros mangakás tão ou mais supremos que esta, mas pra mim ela é uma deusa do shoujo (mangás com temas de romance, geralmente para o público feminino). E eu estou soando gay aqui porque vou falar de romances e historinhas mela-cueca – que eu adoro – mas não se enganem, eu sou macho, muito macho...

Posso estar sendo meio babaca em dizer isso, mas o que mais me chamou a atenção ao ver MeruPur – Märchen Prince (primeiro manga da autora lançado no Brasil) nas bancas foi a beleza da arte dessa pessoa. O que eu, uma leitora cascuda de mangás e de muitos shoujos, seriados ou oneshots, já reparei é que o traço desse gênero não é muito desenvolvido. É claro que isso não desmerece em nada a obra do autor, não é isso que estou dizendo aqui – Fruits Basket, por exemplo, é um mangá maravilhoso, um dos que mais me emocionou até hoje (leia-se: chorei em todos os volumes ¬¬) e os desenhos não são lá uma obra prima. Posso tecer aqui uma grande lista de exemplos, mas me contentarei com Kare First Love, Sunadokei e Karekano. Reforçando: são todas boas obras, e eu não quero dizer que os traços dessas artistas sejam ruins ou feios, cada um tem seu próprio estilo; mas no meu conceito, envolvendo proporção, movimentos, ações e beleza num conjunto, Matsuri Hino é impecável. E claro que o fato de eu ser uma desenhista amadora aguça meu olhar crítico sobre esses quesitos – mas é claro que todas as mangakás dessas obras que citei desenham muito melhor que eu, então deve ser melhor eu ficar na minha, huhu.



Dando continuidade à minha história de amor com MeruPuri... comprei a primeira edição e... ew! Pedofilia tensa! Digo, uma história fofinha e engraçada... o Príncipe Aster-ae-Daemonia Eucarystia Alam (Príncipe Alam para os íntimos), de apenas 8 anos, é amaldiçoado por seu irmão mais velho, Príncipe Aster-ae-Daemonia Eucarystia Jeile (Príncipe Jeile para os íntimos): ao anoitecer do mesmo dia em que a maldição foi colocada, Alam se tornaria um velho de muitos séculos, com os ossos apodrecendo, cheio de reumatismos, ceg... é, isso aconteceria se Jeile não cometesse um erro. Agora Alam envelhece 10 anos quando é exposto a ambientes escuros, e a única coisa que o faz voltar ao normal é adivinhem o quê? O famigerado beijo da princesa. Princesa esta que ele encontra fora de seu Reino Mágico de Aster, uma (obviamente, por que não?) simples colegial japonesa que misteriosamente possui um item originário da Família Real de Aster que liga os dois mundos. No começo é meio medonho imaginar uma adolescente beijando uma criançinha, mas o clima da história é bem ameno, com muito toque de comédia, te faz esquecer os poréns... mas o final compensa todas as dúvidas. Nem preciso dizer que recomendo, né! São só 4 edições!
Assim, ainda enquanto colecionava MeruPuri, comecei a procurar alucinadamente por outros títulos da autora. “Fui ao Japão” e descobri o sensacional oneshot Wanted e depois Vampire Knight, ainda em andamento. Tinha também ouvido falar em Toraware no Minoue, mas não consegui colocar minhas mãos nessa primeira obra que fez muito sucesso até que belamente este título brotou nas bancas brasileiras com o título Destino Cativo! Derramando um rio de lágrimas, colecionei os 5 volumes completos, e como é de se esperar dessa mangaká, uma bela obra do começo ao fim. Mas sobre esses outros mangás falarei no próximo encontro ^^

Então,
“See you, space cowboys… somewhere, sometime!”

4 comentários:

Rodoxfrog disse...

Irado! Muito bom mesmo o post! Embora eu Não seja muito fã do "traço shoujo" eu curto algumas dessas histórias. Muito bom, vou ficar de olho pra ver se leio (4 edições tá na boa pra dar uma olhadinha)

Até o/

Danijija disse...

Ebaaaa \o/ leia siiim! Não se assuste com a pederastia... quer dizer... nada não... u_u

Rodoxfrog disse...

@ Danijija - Ok ok, vou tentar não me... o.O... tou assutado... huahhuahaahaua

Rafero disse...

Shoujo eh legal, mas essas coisas que Dani gosta são muito medonhas XD
Me amarro nesses posts informativos /o/
(mas ainda acho que você poderia ter falado mais da autora em si)