segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Resenha crítica sobre TRANSFORMERS - A VINGANÇA DOS DERROTADOS


Antes de começar a falar sobre o filme vai aí uma pequena sinopse:
Dois anos após a batalha entre os Autobots e os Decepticons, Sam Witwicky (Shia LaBeouf) enfrenta a ansiedade de entrar na faculdade. Isto significa que ele terá que morar separado de seus pais, Judy (Julie White) e Ron (Kevin Dunn), deixar a namorada Mikaela Banes (Megan Fox) e ainda explicar a situação ao seu amigo e protetor Bumblebee, já que pretende levar uma vida normal de agora em diante. Paralelamente o governo desativa o Setor 7, resultando na demissão do agente Simmons (John Turturro). Em seu lugar é criada a NEST, uma agência comandada pelo capitão Lennox (Josh Duhamel) e o sargento Epps (Tyrese Gibson), que trabalha em conjunto com os Autobots. Porém a NEST enfrenta a resistência de Theodore Galloway (John Benjamin Hickey), o consultor da segurança nacional, que a considera supérflua.
Crítica:
Com cenas de lutas eletrizantes de tirar o fôlego, “A Vingança dos Derrotados” consegue uma proeza até então desconhecida para mim no cinema, ele conseguiu gerar tantas expectativas superando o primeiro filme, no qual os robôs ainda eram novidade para o público.


Bem, o filme não tem roteiro, como já era esperado de um filme sobre robôs gigantes que “tampam na porrada”, os personagens não perderam e muito menos ganharam mais destaque, equilibrando assim o filme. Outro fator interessante bastante positivo para o filme foi a inserção do personagem Leo Spitz (Ramon Rodriguez), colega de quarto de Sam. Este personagem juntamente com o Agente Simmons (John Turturro) enriquecem ainda mais o filme com um ar cômico. Não podemos esquecer Mikaela(Megan Fox) que continua no filme ainda mais sensual e super sexy, porém sua participação é bem menos significativa do que no primeiro filme, tornando-se apenas um atrativo hormonal para os homens. O protagonista Sam Witwicky (Shia LaBeouf) recebe grande importância no filme, e dessa vez muito mais significativa, pois é ele que se torna um dos grandes objetivos para os “Decepticons”.


Neste filme percebemos que os “Autobots” tornam-se brinquedos do Governo Norte Americano, ajudando a uma força tarefa militar secreta especial que enfrentam “Decepticons” que estão infiltrados na Terra. As perseguições dos “Autobots” aos “Decepticons” são de tirar o fôlego, mas o grande destaque deste filme é Optimus Prime, líder dos “Autobots”, e sua luta frenética contra Megatron e mais dois “Decepticons”, uma luta que me fez vibrar e quase entrar em frenesi no cinema.

Enfim, “Transformers: A vingança dos derrotados” é um mega filme que pode ser visto por crianças, jovens e adultos (fãs ou não fãs da série), indico para todos pois é um ótimo filme.

Ahh sim! Algumas curiosidades:

- “Transformers: A Vingança dos Derrotados” consegue a 9° maior bilheteria de toda a história do cinema ultrapassando a de StarWars Episódio III – A Vingança dos Siths, com um faturamento de US$ 801.362.213,00, sendo que US$ 383.500.991,00 nos EUA e US$ 417.861.222,00 no resto do mundo.

- Michael Bay pretendia rodar um filme menor entre Transformers e sua sequência, mas não encontrou no período nenhum projeto que lhe atraísse.

- John Turturro teve autorização para escalar as pirâmides durante as filmagens no Egito.

7 comentários:

Danijija disse...

Naaah, cê tá de sacanagem que a Megan Fox só tá nesse filme pelo apelo, né? Como você é mal xD Sem falar naquele raio de Decepticon linguaruda... whatta fuck aquele troço...

Isso aí, ótimo filme, ótima resenha :)

Rodox disse...

Ótima resenha!

Hahahahhahah!!! Decepticon linguaruda é ótimo!!!!

O filme foi maneirinho mesmo XD!!!

Anônimo disse...

Samir - Dandy diz:

eu vi o filme, e pra variar achei boring!

prefiro ver o filme do pelé!

mas, bom 'post' cidão!

Rafero disse...

Aí, Cydu, o texto ficou maneiro, mas eu ainda não vi o filme XD

Kikah disse...

pow, ainda naum vi esse filme, mais assim q sair na net p/ baixar irei assistir... sem akela impolgação soh pelo q todo mundo ta falando... maaaas, gostei da resenha...

Barbosa disse...

Um filme que não em agrada em nada, mais mesmo assim otima resenha...

Anônimo disse...

quem ecreveu essa resenha