quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Rolando os Dados

Depois de explanarmos um bocado sobre a criação de um personagem marcante, vamos agora falar um pouquinho sobre as ferramentas que, na maioria das vezes, tornam possíveis o trabalho do personagem: suas armas e itens!





Olá senhoras e senhores roladores de dados!! Quantas saudades!!! Realmente, foi um longo inverno, mas cá estamos! Afinal, o We é pra nós mesmo!!! Reli minhas postagens na coluna, pra ver de onde tinha parado *vergonha* e reparei aqui que estávamos nós falando um monte de coisas, sobre conceito, motivação, histórico, aparência, interpretação. E quase me esqueço de comentar sobre esses maravilhosos apêndices de nossos heróis, que de tão importantes são praticamente parte do próprio conceito, histórico e aparência. E, algumas vezes, até a motivação! Afinal, o que seria de Aragorn sem Andúril? Ou Luke sem o sabre de luz que um dia foi de seu pai? Ou Uthred sem Bafo de Serpente e sua lâmina com padrões de labaredas espiraladas? Haru sem a luva!!! (hahahahahahahhahahaha)

Comentário do autor: esse rascunho tem alguns meses... agora eu sei que Haru sem a luva é um terrível monstro apelão... rs

Ora bolas, quem seria Arthur sem a famosíssima Excalibur?? (até mais famosa que o próprio Rei, às vezes!!)

Então, quando criamos um personagem, os equipamentos que ele usa são muito importantes, quando se pensa em seu conceito. É claro que um guerreiro ou ninja que saiba usar todo tipo de arma é muito mais versátil, mas, convenhamos, o personagem que usa uma arma única (ou uma única arma) e se especializa em sua utilização, lhe dá um nome, quase uma personalidade, se torna muito mais marcante (e marcado) do que os outros.

Lembro-me de uma vez em que eu estava lendo Rurouni Kenshin (Samurai X, no Brasil) e duas passagens me marcaram. A primeira foi depois da luta de Kenshin contra Soujiro Seta, onde o nosso herói quebra a espada de Seta, e Shishio fala "Ele tem que ter continuado forte para quebrar NAGASONE KOTETSU". Po! Muito maneiro! Tudo bem que Kotetsu era o nome de um ferreiro famoso medieval. Mas, convenhamos novamente, muito mais legal que "ele tem que ter continuado forte para quebrar sua espada".


A segunda passagem de Samurai X foi quando Saito disse "essa minha espada não possui um nome, mas juntos nós abrimos nosso caminho com sangue para fora do final do shogunato". Sim, às vezes, o fato de sua espada realmente não ter nome faz toda a diferença. Em uma história do universo expandido de Star Wars, Darth Maul fala para Lord Sidious que não dará nome algum ao sabre de luz duplo, porque ele é apenas uma ferramenta, não deve ter honrarias. Poxa! Imagine um guerreiro amargurado que se recusa a dar um nome para sua espada porque ela é uma "ferramenta de matar, e não merece honra" ou então um ladrão que empunha "a Sorrateira" sua adaga afiada que já ceifou diversas vidas. Muito mais diferenciado.


Então, minha mensagem hoje é: Tente fazer o seu personagem o mais original possível, seja escrevendo uma história, fazendo um desenho ou criando um PC pra jogar RPG. E, aliás, tente ser original em tudo o que fizer, você sempre será lembrado, diferenciado. E sim, inspirar-se em outros itens ou histórias tá valendo, como sempre. Ou alguém tem dúvida de que os Jedi são Samurais espaciais?

E um PS especial: Sim, estamos de volta. Vou continuar com a coluna de RPG, que vai acabar se expandindo para abarcar literatura também. E os contos retornam amanhã (em um capítulo especial) e a partir de semana que vem, a continuação de O Selo.

Abraços e até mais!!! o/

4 comentários:

Rafero disse...

Pra complementar, Bleach com certeza começou a ser escrito pelas armas e se expandiu a partir delas; dá pra ver que cada personagem combina bastante com sua arma, até mesmo o que não dá nome pra ela (Zaraki Kenpachi FTW).
Os jogos da série Soul (Calibur e Edge) também.
E cacete, nao aguento mais ouvir falar desse Haru! Que saco!!!

Rafero disse...

@Rodox Cadê o feedback pros seus leitores? ¬¬

Rodoxfrog disse...

@Rafero - Sorry rapaz!! De fato, Bleach definitivamente é baseado mais nas armas que nos personagens. Zaraki RULES!!! Realmente, esqueci de mencionar os jogos SOUL!!! E, cacete, HARU é o meu char faz quase 2 anos!! É a minha piada interna atual, rsrsrsrs

Marcus Mattos disse...

É a piada interna, pq ele consegue ficar mais apelão sem as luvas do que com elas (e olha q eu achei q isso seria impossivel). Mas cara vc tem q ver haru em ação o cara(char) é bom mesmo.
@we: parabéns pela volta galera, espero q n acorra outro inverno tão cedo.